diário sonoro do sertão

Mônica Meyer e Sara Lana

mapa sonoro

2021 | SERTÃO MUNDO | Espaço do Conhecimento da UFMG


O Diário Sonoro do Sertão é um registro documental baseado no trajeto e nas anotações de Guimarães Rosa em sua viagem ao sertão de Minas Gerais em 1952.

A Boiada, título dado pelo escritor ao seu diário, sai da Fazenda da Sirga (Andrequicé) em direção à Fazenda São Francisco (Araçaí).

Os sons mais diversos saltam das páginas e estimulam uma acuidade dos sentidos de forma sinestésica, a ouvir a sinfonia do cerrado.

Esse projeto faz parte da exposição Sertão Mundo no Espaço do Conhecimento da UFMG







Fotos




Apresentações:




Agradecimentos:

Diomira Ma. Faria, Junia Ferrari, Lila Gaudêncio, Clarice Rodrigues, Aroldo Gonçalves dos Reis, Cristian Bryan Alves lucena, Dieter Heidemann, Elisa Lana, Eva Campos de Moura, Félix Blume, Ideal José, João Miguel Martins Fernandes, José Antônio Vicente de Souza, José Maria de Castro Matos, Lidijane Gonçalves dos Reis, Lucas Ferrari, Makely Ka, Maria de Fátima Coelho e Castro, Maria Eduarda Alves Fernandes Reis, Milce Aparecida Vieira de Sousa e Freitas, Pedro Lucas Alves dos Santos, Raimundo Alves, Rosa Maria Coelho, Semei Cantinho da Criança, Uiara Sabrina Miranda, Walison Júnior Gonçalves dos Reis e Wislene Alves Soares Reis